sábado, 26 de abril de 2014

Tricologista Clínica responde: "Existe uma estação do ano em que a queda dos fios é maior?"



O que ocorre de prejudicial são alguns hábitos adotados nas Estações do ano. 

almirantinos.com
Se tratando de Calvície Androgenética já instalada e em andamento a estação do ano pouco vai influenciar na queda dos cabelos.

No verão, com certeza os raios solares são benéficos e estimulam sim, processos internos da fibra capilar e ajuda no ciclo de crescimento.

Com a chegada do inverno a alimentação sofre alterações e banhos quentes se tornam mais frequentes podendo influenciar na oleosidade do couro cabeludo, sendo esta prejudicial, pois colabora com o aumento de fungos, que favorecem a queda, caspa e seborreia.

Luzia Couto Profissional Tricologista Clínica
Iridóloga e Naturopata Capilar.


www.clinicasaudecapilar.com.br
www.ervattofitoterapicos. blogspot.com

luziacouto@clinicasaudecapilar.com.br

Telefones:
(21) 3703-9476
(21) 98892-7251

quarta-feira, 16 de abril de 2014

“hoje com aproximadamente 1 mês de tratamento, eu estou encantada com os resultados”



Raquel Conceição da Cunha
Engenho Pequeno – São Gonçalo
 
“Bom, o que falar da Luzia, primeiro foi a minha segunda melhor aquisição de 2013 kkk.
Com um currículo incrível e quando a vi pela internet não tive duvidas e liguei. O meu DESESPERO era tamanho, pois, estava com queda, quebra, calvície e namorado novo kkk .

E hoje com aproximadamente 1 mês de tratamento, eu estou encantada com os resultados na redução da queda e de quebra e pasmem, uma calvice cultivada  a 30 anos esta desaparecendo e eu estou mais que satisfeita e agradeço muito a Lu e sua família, pelo profissionalismo, carinho, atenção e cuidado especial que tem com agente.”


Visão da Tricologista Clínica
Luzia Couto Ferreira
 

A Raquel chegou a Clínica Saúde Capilar através do conselho de sua mãe, que dizia que se ela não procurasse ajuda de uma especialista em cabelo ficaria “careca”.

No dia da consulta a Raquel estava bastante estressada, com fios quebradiços, queda de cabelo, muitas dúvidas e uma retração frontal muito grande, há qual ela já tinha desistido de tratar.

De acordo com a Percepção Diagnóstica foram suspensos os procedimentos térmicos e químicos, além de reforço na alimentação, mudança nos seus hábitos capilares, e claro uma Indicação Fitoterápica personalizada com os produtos da Ervatto Fitoterápicos, medicamentos a base de plantas medicinais, que fizeram toda a diferença.

A Percepção Diagnóstica também foi fundamental para a escolha do melhor protocolo devido ao estagio agudo de sensibilidade que se encontravam seus cabelos, com muita quebra. Além de produtos específicos para o desenvolvimento, engrossamento e crescimento de novos fios na região frontal.

Devido a retração frontal e a quebra dos fios estarem em estado avançados, foram indicadas tricoterapias (tratamentos) para o fortalecimento dos cabelos e desenvolvimento, engrossamento e crescimento de novos fios na região frontal.

O resultado positivo foi logo percebido, e não demorou muito a Raquel foi liberada para realizar a coloração dos cabelos e o procedimento químico. Ambos realizados com a linha de proteção adequada da Ervatto Fitoterápicos. 

A cabeleireira da Raquel gostou muito do resultado final do procedimento, agora sem quebra dos cabelos no lavatório.


Luzia Couto
Tricologista Clínica, Iridóloga e Naturopata Capilar.

(21) 3703-9476
(21) 98892-7251

www.ervattofitoterapicos.blogspot.com

terça-feira, 15 de abril de 2014

Tricologista Clínica responde: “O meu corpo dá sinais para uma futura calvície?”


Sim, o nosso organismo nos dá sinais para uma futura perda ou uma pré disposição à calvície, são eles:

1- Acne na face, costas, braços e até no couro cabeludo.

- A acne cística é um sinal de descontrole hormonal que muitas vezes leva ao enfraquecimento e a perda prematura dos cabelos.


2- Seborréia ou couro cabeludo oleoso.

- Excesso de sebo retido no couro cabeludo, indica uma disfunção da glândula sebácea.


3- Uma alopecia com aparência difusa em estado inicial (raleamento dos cabelos).

- Afeta homens e mulheres de formas diferentes. Os cabelos podem estar caindo ou simplesmente sumindo, sem serem repostos.


4- Queda excessiva de cabelos diária (mais de 100 fios ao dia).

- Queda de cabelo que provocam uma visualização maior do couro cabeludo antes não observada em áreas como a da região frontal, alto da cabeça, laterais (entradas) e região coronal (coroa do padre).


5- Excesso de pêlos no corpo, tanto em homens ou mulheres.

- No homem:

* Pêlos na região do tórax: risco em torno de 50% para desenvolver uma calvície.

* Pêlos na região do tórax, ombros e costas: risco em torno de 70% para desenvolver uma calvície.


* Pêlos em todo corpo: risco em torno de 90% para desenvolver uma calvície.

- Na mulher: 

No caso das mulheres, na maioria das vezes, a aparição repentina de pêlos faciais ou em outras áreas não comuns às mulheres, denotam um descontrole ou uma disfunção hormonal, também chamado de Hirsutismo.


6- Familiares apresentando quadros de calvície.

- Familiares tanto da parte da mãe como as do pai.

Sinais de avisos múltiplos, no homem ou na mulher, aumentam as possibilidades de enfraquecimento, perda prematura dos cabelos e calvície. Quanto mais cedo for diagnosticado, mais rápida será sua recuperação.
 

Luzia Couto Profissional Tricologista Clínica
Iridóloga e Naturopata Capilar.