segunda-feira, 21 de fevereiro de 2011

Alisamento com Formol à 37%?!?

DE BRASÍLIA - A Delegacia do Consumidor em Brasília fechou uma fábrica clandestina que usava formol em produtos para alisar os cabelos, prática proibida pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária).


A ação ocorreu na quinta-feira, após denúncia. Segundo o relato, duas mulheres perderam os cabelos após usarem o creme em escova progressiva.

A fábrica funcionava em uma casa em Ceilândia, cidade-satélite de Brasília. Três foram presos na operação. Agentes da polícia e da Vigilância Sanitária encontraram na casa 60 litros de formol e 200 frascos com o produto irregular.

"O produto, para um leigo, parece legalizado, porque eles criaram uma marca e forjaram um número de registro na Anvisa", disse Virgílio Ozelami, delegado-adjunto da Delegacia do Consumidor.

Segundo ele, a concentração de formol no produto era de 37% -o máximo permitido é de 0,2% para produtos cosméticos e 0,1% para produtos de higiene oral. A Anvisa proíbe o produto para alisamento capilar.

De acordo com os acusados, o formol era comprado em funerárias de Brasília.


Luzia Couto Profissional Tricologista Clínica
Iridóloga e Naturopata Capilar.
 


luziacouto@clinicasaudecapilar.com.br
www.clinicasaudecapilar.com.br
www.ervattofitoterapicos. blogspot.com

 

Telefones:
(21) 3703-9476
(21) 98347-3886
(21) 98892-7251

Nenhum comentário:

Postar um comentário